domingo, 18 de abril de 2010

A última rosa linda


No lugar de uma oração
Eu fiz uma poesia...
Na verdade poesias são orações;
Orações disfarçadas.
Ambas deixam-nos graves
Ambas levam-nos ao êxtase... Ao caos.
Hoje que completa-se anos de sua partida
Ainda lembro-me da rosa linda sobre teu peito
Rosa linda que eu beijei na despedida.
Da sua última imagem de nada me recordo
Porque te quero sempre sorrindo e corada
E feliz e dizendo que me ama e VIVA!
Ah, quantas vezes eu disse que te amava tanto
E tu me retribuías com beijinhos e abraços
Mimos dantescos.
Serei sempre teu “pingo de gente”
No teu colo aquecido e simples...
Ah, eu fui feliz no teu colo
E na há, nunca houve e nem haverá
Algo tão digno e justo.
E hoje cá contido e pensativo
Recordando suas frases feitas benditas
E a rosa linda sobre teu peito
Eu choro e suspiro e sussurro:
“... Ah, fosse eu rei do mundo...”

2 comentários:

  1. Adoravelmente lindo [2]!

    Belo e simples, como os sentimentos bem perfeitos do mundo.

    Ate mais...

    ResponderExcluir