domingo, 10 de janeiro de 2010

À noite...


Uma cidade grande
Uma noite colorida e chuvosa
Dois homens se apertam em uma esquina;
Não é briga, é paixão.
Buzinas a meia noite
Faz frio e as pessoas se aquecem umas com as outras.
Duas meninas se apertam em um canto escondido de um bar;
Não é briga,é paixão.
O asfalto brilha como as luzes da broadway
Gente alta,gente feia,gente bêbeda,gente pintada...
Dois cães rolam por uma calçada;
Não é briga,é paixão.
O homem caminha apressado
A moça caminha como nas nuvens
O vento corta,a chuva arrebata tudo
A treva é rainha
Eles se encontram,se encaram...
Assustados um com o outro,pensando tudo um do outro
Os olhos dela invadem os olhos dele e invadem todo o seu ser
Ele a despe lentamente...
Momento eterno
Não se tocam não se roçam.
A chuva aumenta, o vento aumenta, o frio aumenta
O corpo de um precisa urgentemente do corpo do outro
É instinto, entendem?
E eles se agarram, meu Deus, como se agarram!
Era um amor encabulado disfarçado de medo da chuva.
Na outra esquina os dois homens continuam a se amar, loucamente
No bar as duas moças, encobertas pela fumaça dos cigarros, se amam disfarçadamente
Na calçada os cães se amam
E a Noite segue sua sina de poetizar tudo isso.
Do outro lado da cidade
Onde não existem tantas luzes e a noite é excruciante
Um menino também ama...
Ele ama Betty Davis e suspira por ela.
No apartamento abaixo uma moça com ar tristonho
Assiste "juventude trasnviada".Em cena, james dean ;ela geme sob o edredom
Como se estivesse fazendo amor com ele.
A chuva cessa...
Na praça ainda com seus bustos e bancos molhados ,5 amigos,todos rapazes
Todos cavalheiros,declamam poesias,e lêem crônicas lindas de amor
E contraditoriamente suas canções são de escárnio...Não,não os julguemos.Eles são bonitos assim.
Uma mulher os observa e chora,porque tudo o que eles fazem ela pensa ser para ela.A dama
Trás sobre seu corpo e suas vestes as marcas de mais uma noite vexatória
O céu com seu colorido difuso anuncia que já raia um novo dia

14 comentários:

  1. denso, forte, lírico ... extramamente belo ...

    Rômulo ... parece super interessante esta sua dica ... afinal Beatles e Tango deve ser uma combinação absoluta em si mesma ... já correndo atrás ...

    bjux ...

    ;-)

    ResponderExcluir
  2. linda, e li ela imaginando vc a declamando ficaria muito melhor ainda,bjs

    ResponderExcluir
  3. O autor anda meio poético mesmo!

    Dessa vez o texto ganhou um brilho cotidiano... e essa verdade expressa arrebata ainda mais seguidores! Bons ares pro blog, amigo!

    BRAVO!

    ResponderExcluir
  4. Eitaaa q fodásticoooooo! Perfeito o poema. É incrível como a noite é testemunha das coisas bonitas , até mesmo das coisas mais bizarras e perfeitas como sua poesia! A noite não tem preconceitos , ela sabe respeitar o amor e a liberdade!
    TE AMO RÔMULO.

    ResponderExcluir
  5. NÃO É BRIGA É PAIXÃO
    Perfeito *-*
    adorei

    ResponderExcluir
  6. Amigo, amei de paixão! De coração e alma. Parabéns, Rômulo.

    Beijos, com aplausos.

    ResponderExcluir
  7. Boa noite! Infelizmente meu orkut foi rackeado e consequentemente meu blog então eu que amo escrever decidir recuperar meus leitores e meus blogs preferidos ! to te seguindo novamente passe lá e me ajude nessa nova jornada!

    ResponderExcluir
  8. Oi John, como está?
    Menino adorei, imaginei toda a cena, rsrs
    Deu até vontade de me arriscar e escrever uma tbm, rsrs.
    Infelzimente as vezes meio que afastamos as pessoas, mesmo que de uma forma inconsciente.

    Abraços
    :)

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  10. gostei desse naturalismo escatologial =]
    o homem pode se resumir a isso mesmo,
    se não aprender que tem um cérebro.

    ResponderExcluir
  11. Muito bom, uma madrugada que ficará marcada :)
    Estou te seguindo!
    Gostei muito do seu blog !

    ResponderExcluir
  12. Nossa meu caro John que obra prima.
    Repleta de desejo, sedução, tentações, selvagem mas de amor.
    Uma guerra de sentimentos e sensações ,muito bom mesmo.
    É paixão mesmo.

    Abração :D

    ResponderExcluir
  13. É na noite que as coisasm acontecem. Lindo-lindo! A parte dos rapazes me lembou o ultra-romantismo, quando os jovens se juntavam em praças públicas cantando os versos.

    tava pensando em postar os vídeos da Clarice no blog, mas tenho uma preguiça. rs
    E se demoro e me desinteresso pelo meu blog e depois volto a postar, entenda: Não é briga,é paixão. :D

    volto sim, sempre e sempre.

    ResponderExcluir
  14. Engraçado, faz tanto tempo que Woodstock aconteceu,
    que ainda há resquícios da liberdade do ser espalahadas
    pelas esquinas. Não é briga, é paixão mesmo! Texto show.
    Palmas!

    ResponderExcluir